sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Leituras


Estou a acabar de ler este livro. A acção passa-se na Bolívia, tendo como protagonistas uma família de emigrantes italianos, especialmente as mulheres desta família, e as mulheres com elas se cruzam. São 3 as gerações retratadas, e em todas elas um ponto em comum: a personalidade forte, independente, corajosa de todas estas mulheres. O orgulho intromete-se por vezes no caminho, mas há uma grande cumplicidade entre todas estas mulheres, compichas e aliadas nos tempos das revoluções bolivianas.


Na prateleira à espera de vez, encontram-se estes:




Qual deles ler primeiro? Ainda não sei...A escolha é difícil, o que vale é que estes dias de chuva puxam mesmo para a leitura.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

22 Olhares








E cá está esta surpresa para todos os co-autores do nosso livro recém-nascido: a reportagem áudio dos discursos que embelezarem a apresentação do livro "22 Olhares sobre 12 Palavras" (teve de ser dividido em 3 partes para poder caber no You Tube).
Já se falou da apresentação em si, contudo ficou algo por dizer. Faltou falar do lado humano, e tantas coisas há para dizer: a apresentação emocionada da TMara; as belas palavras de Jorge Castro, que tanto falaram de Liberdade e da liberdade ainda existente nos blogues; as canções de Zeca Afonso, e mais uma vez a palavra Liberdade a bailar nos lábios, e que tanta emoção trouxe à sala.

Essa sala, onde reinou a paz e harmonia, onde se sentiu (ou pelo menos eu senti) a emoção, a cumplicidade, parecíamos um grupo de amigos de há longo tempo, apesar de sermos desconhecidos uns dos outros...
E depois conhecer rostos de quem só se tem uma referência virtual, dar uma cara, dar cores àqueles nomes que já conhecemos tão bem...

E ainda, abrir a caixa de mensagens, quer dos posts, quer dos mails, e ler linhas tão simpáticas e amigáveis como as que todos me têm escrito...

sábado, 22 de novembro de 2008

Inverno

Saio do trabalho, está inverno lá fora. Enfio o gorro na cabeça e as luvas nas mãos, pronta para enfrentar o frio cortante que se faz sentir. Percorro a infinitude das ruas, desertas e mergulhadas no silêncio da noite. Passo ao longo das arcadas que albergam os vários ministérios, e olho com comiseração para alguns sem-abrigo que ali procuram o seu refúgio...Tão perto do poder, e eles ali, tão pobres, tão despidos, sugados pela aleivosia do mundo...
Continuo o meu caminho, abanando a cabeça, procurando esquecer aquela visão de despojamento. Desvio o olhar para os beirais dos telhados e observo os sincelos...Tão belos...Parecem lágrimas deixadas pelos anjos...Sorrio...O misticismo associado a esta época dá-me para estas coisas...Só é pena o Pai Natal, ou o Menino Jesus, não se lembrar dos sem abrigo que ficaram lá atrás...Enfim...
.
Estugo o passo, mal posso esperar para chegar a casa, o meu refúgio, o meu eremitério...Só penso no meu serão: leitinho quentinho, uma torrada feita em pão caseiro, e depois enrolar-me naquela manta quentinha urdida pela minha mãe...Ah! É mesmo um unguento para a alma...É uma preciosidade nos dias de hoje: o tempo, estes mimos para a alma, ou mesmo uma casa ou até uma mantinha...


Texto publicado no 8ºJogo das Palavras no Eremitério

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Convite

O livro, antológico, «22 OLHARES SOBRE 12 PALAVRAS» tem já a 1ª apresentação marcada para dia 22 de Novembro, 16H00, no Palacete Visconde Balsemão, à Praça Carlos Alberto no Porto.
Apresentação a cargo de Jorge Castro, com prefácio de outro amigo, José António Barreiros, editado por Jorge Castelo Branco _ edium editores.

No livro encontrarás para cima de 100 textos tecidos por estes diferentes olhares debruçados sobre as 12 palavras obrigatórias em cada um dos primeiros cinco Jogos, levados a cabo por iniciativa do blogue Eremitério .

Sendo um exercício de escrita criativa, torna-se fascinante pela variedade de caminhos que cada olhar abre. Por vezes caminhos insuspeitos aos outros olhares e que nos pegam de surpresa e...fascínio.
ESTÁS DESDE JÁ CONVIDADO/A

e é boa altura para agendares na agenda, no telemóvel, no computador... mas agenda o teu próximo dia 22 de Novembro no Salão de Baile do Palacete, onde decorrerá a sessão, e vem, blogger que és ou não, ser solidário com estes 22 bloggers que se meteram nesta louca aventura de um livro colectivo, afinal não tão louca pois já quase o temos em mãos e... 22 de Novembro...é já!
A apresentação seguinte está prevista para o dia 5 de Dezembro, na Livraria Barata, em Lisboa, pelas 19.30h.

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Foi sem surpresas...

...que este senhor ganhou a presidência dos EUA. Quarenta e tal anos depois de Martin Luther King e da luta pelos direitos civis, esta é a primeira vez que um negro conquista a cadeira da Sala Oval.
A expectativa em torno de Obama é enorme...fica pelo menos a certeza de que, fazer pior que o seu antecessor, é praticamente impossível.

domingo, 2 de novembro de 2008

Living in a Lie

Em Outubro, o ministro das Finanças garantia que nenhum banco português estaria em perigo devido a problemas de insolvência, e que o Estado não permitiria que nenhuma instituição possa po em causa ou perigar o dinheiro dos portugueses .

Há uma semana atrás, os 5 maiores bancos em Portugal anunciavam de forma concertada a sua intenção de utilizar o aval do Estado, tendo como objectivo aparente ocultar informação, uma vez que assim não seria possivel identificar quais os bancos que se encontram numa situação mais frágil.

Hoje, se calhar para comemorar o Dia de Finados, é anunciada a nacionalização do BPN.

My paradise