Avançar para o conteúdo principal

Orgasmos


Lista de vários tipos de orgasmo:
O matemático: Mais, mais, mais, mais... 
O religioso: Ai! Meu Deus! Ai! Meu Deus!... 
O ateu: Oh! Que diabo!
O suicida: Ai que eu morro, ai que eu morro... 
O homicida:  Se parares agora, eu maaatooo-teeeeeeeeee!!! 
O exigente:  Agora! Agora! Agora! 
O enfadado:  Hum!
O guloso:  Que delícia, que delícia... 
O bondoso:  Oh! É bom! É bom! 
O masoquista:  Bate-me, bate-me! 
O sádico:  Toma, toma, toma! 
O negativo:  Oh! Não... Não... Nãoooooo!... 
O positivo:  Oh! Sim... Sim... Simmmm!... 
O egocêntrico:  Estou-me a vir! Estou-me a vir! 
O asmático:  Uhh... Uhhh... Uhhh... 
O geógrafo:  Aqui, aqui, aqui, aqui... 
O sôfrego:  Outro, outro. Mais! Mais! 
O inseguro:  É meu? É meu?
O possessivo:  É meu! É meu! 
O acidental:  Ups! 
O paternal:  Oh! Sim, bebé! 
O desinformado:  O que é isto? ....o que é isto? 
O cozinheiro:  Mexe... Mexe... Mexe... 
O analista de sistemas:  OK! 
O rápido:  Já está! 
 O asneirento:  F#&#=ee!
E agora? Qual o vosso?

Comentários

  1. qual é o teu???
    a cusquice que vai neste blog ai ai
    lol


    (palavra de verificação: reles
    caramba não havia coisa melhor??
    arranja lá um orgasmozito aí à verificação de palavras)

    ResponderEliminar
  2. Falta aqui um...falta aqui um :):)

    ResponderEliminar
  3. Bem, se perguntas é porque queres saber: Os meus não são padronizados, cada um qu tenho parece sempre o primeiro e reúne bocados de alguns dos que aqui estão com outras caracteristicas que não estão aqui.
    Bjs
    F

    ResponderEliminar
  4. Também há OUTROS, serão mais naturais, verdadeiros e prazenteiros?

    ResponderEliminar
  5. Este teu post fez-me lembrar uns textos ke em tempos pedi para escreverem para o Trocas, recordaste em 2007 ?
    O do Tacitus, do Pedro Alex ?

    beijos

    ResponderEliminar
  6. eheheh

    :P

    Gostei particularmente do primeiro. :D

    Um abraço grande destes lados da Matemática (que ás vezes dá para escrever qualquer coiseca a puxar para o insano).

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

8

Conceito de fim...



Ontem abri aleatoriamente as páginas de um livro, tinha um leve cheiro do teu perfume. Estremeci, a tua memória preencheu-me.

Por momentos esqueci as minhas noites solitárias, tantas noite em que chorei até pensar que já não teria nada dentro de mim, em que todo o sentimento, toda a dor, toda a perda, foram derramadas sobre a almofada, essa almofada a que me agarro nessas noites que parecem não terminar, essa almofada que acalma os pesadelos que teimosamente insistem em visitar-me. Sinto-me oca, vazia, de tanto chorar...A gata, que ocupou o teu lugar na cama, acorda muitas vezes comigo a gritar o teu nome, acorda comigo empapada em suor. Coitada da bichana, mia baixinho junto do meu ouvido, numa tentativa de me reconfortar, o que até resulta, mas os pesadelos da tua ausência são uma visita constante.

Às vezes penso se estes pesadelos não serão a minha consciência a gritar de culpa. Cheguei a desejar a tua morte, sabias? Houve uma altura em que me fartei de correr para…

7

Era uma porta enferrujada. E ela entrou.

O autocarro partiu e a porta atrás dela se fechou.
Carregada de sacos onde cabiam os sonhos que o mundo apagou,
Só pensava em fugir de uma vida sacrificada, na rotina de vida em que tombou.
Saiu de casa com os seus sacos mal o dia madrugou,
Regressa a casa com os seus sacos já a noite se fechou,
Sempre com os seus sacos, mais um dia que acabou.
Carrega uma vida nas pernas que o mundo desengonçou,
As mãos grosseiras, a pele acabada, de tanta casa que limpou.
Quando chega a casa ainda vai cuidar da filha que gerou,
A sopa num ápice tragou,
Enquanto a filha o peito mamou,
Mas de tão cansada nem a própria casa arrumou.
Chega o marido, traste, bêbado, canalha, bate-lhe e ela nem notou,
Mais um dia que se passou.
Deitou-se dorida e sonhou,
Sonhou com uma porta enferrujada que sobre ela se fechou
Ali, com uma pedra com o seu nome ela se deparou
E ela finalmente descansou...