quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

2007

Esta costuma ser uma altura em que se faz o saldo do ano que está quase a findar. O que nos trouxe 2007?
Eu acho que foi um ano em que várias máscaras caíram, e as instituições/pessoas mostraram aquilo que sempre foram, mas tinham vergonha de ocultar. Mas este ano resolveram-se assumir. E estes são os prémios de 2007:
- Para os Media, prémio de melhor abutre, com o circo que se montaram à volta do caso Maddie;
- Para o Jardim Gonçalves, prémio de maior cara de pau, ao perdoar a dívida do filho;
- Para os líderes mundiais, prémio de melhores hipócritas, ao fingirem que se preocupam com o ambiente;
- Para Vítor Constâncio, prémio do melhor regresso de morto vivo, por finalmente se ter pronunciado sobre o escândalo BCP (este prémio foi um dos mais dificies de atribuir, devido ao peso dos restantes nomeados: Paulo Portas, Santana Lopes e Cavaco Silva);
- Para Carolina Salgado, prémio de melhor esperteza saloia - como é possível ter ganho tamanho protagonismo e ainda ser convidada para tudo quanto é festa?
- Para o Metro de Lisboa, prémio de melhor obra de Santa Engrácia;
- Para Joe Berardo, prémio de melhor Robin Hood (quem o ouve falar, até parce que está do lado dos mais desprotegidos, não é?)
- Para o Zé-Povinho, prémio da paciência, por mais uma vez levar com todos estes marmanjos e ter pachorra para os aturar a todos...

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Onde estão os presépios?


No meu tempo não havia Pai Natal, havia o Menino Jesus...

No meu tempo as montras tinham presépios, alguns até bastante elaborados, havendo um concurso para o mais bonito...

No meu tempo, os miudos esperavam expectantes durante um ano inteiro para terem aquela prenda mais especial...

No meu tempo a tarde de Natal era passada a fazer filhoses, não a ver um filme na televisão...

Mas apesar de tudo isto, desejo a todos os que passem por aqui,


Um Feliz Natal cheio de paz e amor

sábado, 15 de dezembro de 2007

Confiança II

E ainda a propósito da palavra "Confiança", eis a foto que a acompanhou:

E este é também o bicharoco que acompanha a foto do meu perfil. Trata-se de uma cadelinha que me acompanha há já 5 anos, tendo sido encontrada com 2 meses de idade numa lixeira junto a uma Zona Industrial, e por aquelas voltas que só o destino dá, veio-me parar às minhas mãos...

Quando nos apresentaram, confesso que fiquei um pouco reticente. Primeiro, porque preferia um gato, segundo, porque era uma cadela e com os cios seria complicado, e terceiro porque tinha as patitas um pouco grandes e tive receio que ficasse grande. Mas depois a bichana olhou para mim com olhinhos de cachorrinho abandonado, e fiquei toda derretida...E lá a trouxe para casa.

No primeiro mês, o bicharoco assustava-se por tudo e por nada, ficando sobressaltada com barulhos mais fortes; agora...agora é vê-la a correr por aí fora, armada em dona do território que circunda a vizinhança. E não dispenso a sua companhia, quer seja nas minhas idas regulares a Lisboa (indo comigo no comboio), quer seja nas férias.

Mas quem venha cá a casa é melhor se acautelar: primeiro tem uma recepção super ruidosa,que deixa a pensar se seá seguro entrar; posteriormente é recepcionado com montes de lambidelas e pedidos de atenção...

Beware with the dog...

domingo, 9 de dezembro de 2007

Confiança I

A palavra escolhida esta semana no Palavra Puxa Palavra foi "Confiança" (para quem não sabe, trata-se dum blog onde todas as semanas há um tema/palavra, e o pessoal envia um foto a retratá-la). A sua autora deixou-nos no mail um comentário que me levou a escrever este post: é que a maior parte das fotos que ilustra a palavra "Confiança", trata-se de fotos de animais.

E é esta a curiosidade da coisa...Será que confiamos assim tão pouco nos humanos? Confiamos nós mais nos animais? O que nos leva a ser reticentes em relação aos outros?

domingo, 2 de dezembro de 2007

Fantasmas

No "Conto de Natal" de Charles Dickens, havia 3 fantasmas, o Passado, o Presente e o Futuro, sendo que este último foi o que mais atemorizou a personagem de Ebeneazer Scrooge.
Normalmente é o futuro que mais receio nos inspira: o que nos esperará no outro lado da esquina, como será amanhã, será que esta opção será a mais acertada?

E quem fica preso ao passado? E quem fica enleado nas escolhas que não fez, a perguntar-se vezes sem conta "What if...", ficando preso a pesadas correntes que impedem de seguir em frente, olhando vezes sem conta para trás, lamentando o que não fez?

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Elogio à mediocridade

Ontem a Selecção Nacional qualificou-se para o Euro 2008...
Do pouco que vi do jogo, acho que foi um jogo um tanto ou quanto fraquito. Houve alguns brilharetes individuais, mas faltou jogo de equipa. Ainda bem que os finlandeses não conseguiram acertar com a nossa baliza...
Não obstante a mediocridade do jogo, no fim os jogadores abraçaram-se, Scolari vibrou, e o público aplaudiu. Afinal tínhamos acabado de nos qualificar, mas no entanto, o desempenho da Selacção Nacional continuou a ser mediocre...
Ontem aplaudiu-se e elogiou-se a mediocridade...
Tal e qual como o país mediocre que somos...

sábado, 17 de novembro de 2007



Quem tiver paciência de ler o Diário da República, descobre preciosidades como esta, publicada em 12 de Novembro.
Refere-se ao Orçamento da Assembleia da República, e na parte referente à despesa, podemos ler os seguintes valores:

Despesas de Representação ....................... 1.062.015€
Ajudas de Custo (Deputados) ..................... 3.297.600€
Transportes (Deputados) ............................ 3.160.000€
Deslocações e estadas .................................. 3.458.010€

É por estas e por outras que acho imensa piada quando se fala na Função Pública e dos cortes que se têm feito.
É que o problema não é o funcionário de baixa/média categoria, e é este que anda a ser castigado de há uns anos a esta parte, e a perder poder de compra de ano para ano. Arranjou-se um bode expiatório, um monstro que tinha de ser combatido, e apelou-se a uma pseudo justiça social e a ética que não existe, tentando criar uma guerra entre trabalhadores públicos e privados.
O problema são estes senhores, mas enquanto o barro colar à parede, à que continuar a enganar...

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Duelo

E quando toda a gente se sentiu desiludidapelo pseudo duelo Santana/Sócrates, eis que surge o verdadeiro duelo, e donde menos se esperava...
Só faltou as pistolas...

domingo, 4 de novembro de 2007

Mistério...



Há coisas que acontecem na casa de banho das meninas que permanecerão sempre um mistério (até para mim...):
- Porquê que há mais gente na casa de banho das meninas em comparação à dos meninos? É que na discoteca, depois de se beber umas bejecas ou umas Eristoff Ice, uma pessoa fica à rasquinha e vai a correr para o wc, para dar de caras com uma fila interminável. Só apetece ir para a casa de banho do lado.
- Porquê que as meninas têm a mania de ir aos pares para a casa de banho? E os meninos podem deixar os seus pensamentos libinosos de lado, que não se passa nada disso. Será para conversar. De repente ocorrem-me sítios bem mais interessantes para dar 2 dedos de conversa, mas pronto, está bem...
- O que carga de água elas fazem já dentro do respectivo cubiculo para demorarem taaaanto tempo? Que eu saiba é só desapertar as calças, baixá-las e à lingerie, e já está...Será que há algum poster pendurado dum gajo bom para mirar, e que depois elas roubam à saída do cubículo?
Mistério...

sábado, 27 de outubro de 2007

Is there anybody out there?


Este vídeo tem andado a correr o mundo. Mais que a violência empregue, a mim choca-me mais a impavidez daquele jovem que se vê em 1ºplano...Manteve-se imávido e sereno durante todo o episódio, não fazendo o minimo esforço para ajudar a miuda.

Vivemos em grandes cidades, rodeados de pessoas, mas estamos cada vez mais sós e inseguros.

terça-feira, 23 de outubro de 2007

Referendo



Já se começa a discutir a realização (ou não) dum referendo sobre o Tratado de Lisboa.
Esta é uma discussão vã...a maior parte dos portugueses sente a União Europeia como uma coisa que está lá longe, e que pouco ou nada influencia o seu dia a dia. A maior prova deste discurso, são os elevadíssimos níveis de abstenção nas eleições para o Parlamento Europeu:

1994: 64,46%
1999: 60,07%
2004: 61,40%
Dados retirados do site da Comissão Nacional de Eleições.

Este Tratado só serve para dar mais poder aos eurocratas...

domingo, 14 de outubro de 2007

The Day After


- Já passaram 6 horas desde que estive com ele, e ainda não me ligou...
- Será que foi apenas one night stand?
- Mas o jantar correu tão bem, demo-nos às 1000 maravilhas.
- Houve uma ligação. Eu senti, não sonhei...
- Vou ligar-lhe...
- Mas assim dou uma imagem de desesperada...
- Vou esperar mais algum tempo. Tem de ser ele a dar o 1º passo.

segunda-feira, 8 de outubro de 2007


Outono
A natureza veste-se de cores quentes,
As folhas multiplicam-se pelo chão...
Tempo de uvas,
Castanhas quentinhas e ouriços,
Tempo de estar junto a uma praia entregue às gaivotas e ao mar revolto
A beber uma chávena de chá bem quente, e a ouvir bom jazz.

terça-feira, 2 de outubro de 2007

Ferrugem




Ferrugem, no "Palavra Puxa Palavra"


Por vezes fechamos o nosso coração a 7 chaves com medo de nos magoar...

Será que ele tiver demasiado tempo fechado, criará ferrugem?


quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Romance



Romance no "Palavra Puxa Palavra"
"Romance is dead...
alguém disse.

Será que nesta nossa sociedade que anda à velocidade da luz,
ainda há tempo para namorar?
Para oferecer flores, dar andar de mão dada, para fazer chamegos?
Olhando para estes dois pombinhos a arrularem,
penso que ainda existe esperança para o romance

quarta-feira, 19 de setembro de 2007

Linhas


Tento desenhar a minha vida com régua e esquadro, mas de repente todas as linhas, rectas, ângulos, paralelas e perpendiculares cruzam-se deixando uma confusão de traços no esboço.
Vou optar pelo desenho livre...


terça-feira, 11 de setembro de 2007

O 4ºPoder



AVISO À POPULAÇÂO:
Habita entre nós 1 vampiro capaz das maiores barbáries; alimenta-se da inocência e desgraça alheia, sugando toda vida à sua volta. É um sugador não de sangue, mas de cérebros, deixando-os completamente ocos e vazios, à mercê das suas garras. Tão depressa eleva 1 individuo à categoria de herói nacional, fazendo dele 1 estrela, como logo a seguir pinta-o como se um monstro se tratasse. Manipula a consciência colectiva a seu belo prazer, capaz de enredar as mais incriveis histórias. O seu nome: Comunicação Social.

Se calhar, em vez de se estar a especular se os Mc Cann são culpados ou não (até porque a miuda provavelmente nunca irá ser encontrada, e a dúvida irá sempre pairar no ar), seria importante discutir o papel dos media em todo este teatro.
Será que queremos 1 comunicação social capaz de manipular a opinião pública conforme as suas conveniências? Será que queremos 1 comunicação social que persegue noticias a qualquer custo? Que perante a possibilidade de vender mais jornais, ou ter mais sondagens, é capaz de tudo para o conseguir? Que não transmite noticias isentas, mas apenas a opinião pessoal do jornalista? E será que os politicos, perante esta fábrica de manipulação do povo, não cairão na tentação de usar este poder, para poderem manipular o que os cidadãos deverão ou não pensar sobre determinado assunto?
Como aliás, já cederam a essa tentação. Chamem-lhe teoria da conspiração, mas acho muita coincidência´terem aparecido alguns vídeos com o Bin Laden nesta semana. Tudo bem que até é o aniversário do 9Set, sendo o momento ideal para proferir ameaças, mas será que não devemos pôr a questão "E se fôr tudo algo muito bem montado"? E se BL já tiver sido morto, mas convir manter a fantochada? Afinal de contas, não convém fazer do homem 1 mártir perante os fundamentalistas, e fazer pode-se continuar a jogar com a sua imagem. Até porque a opinião pública começa já a exigir a retirada do Iraque, e convém manter o povo manipulado. Teoria da conspiração? Talvez... mas, e se...?

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Dali no Porto



2ªFeira fui ver a exposição do grande mestre Salvador Dali no Palácio do Freixo (Porto) patente até fins de Novembro. Além das maravilhosas criações deDali, especialmente as esculturas, de salientar o excelente trabalho de restauração do Palácio e a maravilhosa vista sobre o Douro.
E apesar de não se poder tirar fotos, consegui tirar esta à sucapa (xiiii...não digam nada).

© MAC -

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Visuais


Voltei ao antigo visual...Já dizia a Ivone Silva: "Com 1 vestido preto, eu nunca me comprometo".

Isto dos visuais tem que se lhe diga, e normalmente os homens passam-se connosco, mas se eles ao menos soubessem...Tudo começa com a escolha da roupa. Lá vamos nós para o shopping, e corremos as lojas todas em busca do trapinho ideal, aquele que acenta melhor nas nossas curvas. Ui, que este nota-se a celulite" Este nota-se mais a barriga" Esta não me realça o traseiro". E depois há aquelas lojas tipo Zara e Mango, onde não se encontra um 40, e quando se tem a sorte de encontrar, tem de ser 2 números acima - Buááá, estou gorda!!" - e lá entra uma gaja em parafuso.

Já em casa, depois das compras feitas, há que combinar com os sapatos, com uma camisa, e com a mala. Lá vem a roupa do guarda vestidos toda cá para fora...

E depois ainda há que combinar com a maquilhagem...

Ui que isto de ser gaja dá 1 trabalheira...mais valia sair à rua nua...

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Anónimos da vida



Apesar de a opinião dos blogs ser livre, por vezes aparecem aqueles anónimos chatos, embirrentos e mal educados, que criticam tudo e mais alguma coisa, mas sem dar o porquê da critica. Ninguém é obrigado a concordar connosco, mas ao menos critiquem em condições. E ainda por cima são leitores assíduos dum dado blog. Não gostam, mas estão sempre lá caídos.

Infelizmente, também há os anónimos da vida, que minam o trabalho efectuado por outrém, sem nunca darem a cara...Pode-se sempre contar com a sua pesença...
Praga!!!

sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Relax

E porque estou a precisar de férias, mas as próximas são em Dezembro, e porque é véspera de fim de semana, é tempo de relaxar e desbundar!!!
Esta música é electrizante!!

segunda-feira, 13 de agosto de 2007

1 Pequeno Ditador


Vivemos sob a batuta dum pequeno ditador, que normalmente vive no nosso pulso esquerdo: o relógio.
Olhamos incessantemente para os ponteiros a movimentarem-se no mostrador, e regemos o nosso dia a dia ao som daquele irritativo tic-tac. Começa com a hora de acordar, com a altura de acabar com a preguiça (e bem que dormia mais 5 minutos...), e depois é despachar para tomar o pequeno almoço e irmos para o trabalho. Aí chegados, parece que o relógio pára de funcionar e as horas não passam. Finalmente chega a hora da paparoca, e o tempo mal dá para 2 dedos de conversa e uma bejeca. De tarde, novamente o suplício para as horas passarem (nem com pancadinhas no relógio ele anda mais depressa).
Chega a hora da saída e lá vamos para casa (ui, que já vou chegar tarde...aquele Silva só sabe meter conversa quando não deve. Já vou levar com o rolo da massa da minha Maria...).
Depois é contar os minutos até ao jogo começar; e depois contar os minutos que a patroa leva a despachar-se na casa de banho, para ter direito a uma bela noite de sexo (quando é para ter prazer o tempo nunca mais passa).
Raios parta este ditador...um dia destes ainda o atiro para o lixo.

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Hot Hot



Tem estado uns dias de calor abrasador. 1 pessoa sai de carro e mete-se no carro...se tivermos a sorte de ter o carro na garagem, ainda o apanhamos com 1 temperatura agradável; caso o carro tenha de ficar na rua, temos de aguentar o forno insuportável que reina dentro do coche. E lá vamos à nossa vida...em breve apanhamos o pára-arranca, e mais calor ainda. É nestas alturas em que penso "Porquê que não tenho 1 ar condicionado", e ainda por cima a música na rádio não ajuda a passar o tempo, e ainda por cima aparecem-me todos os condutores de Domingo a atrasar-me o caminho. E este calor que não passa...
A garrafa de água é a nossa melhor amiga, e levamos sempre uma connosco. O pior depois, são as idas à casa de banho, e WC's no meio da rua (ou nos cafés) é coisa que nem vale a pena comentar o seu estado.
Estamos sempre descontentes: no Inverno, queremos ver 1 bocadinho de sol, de modo a distrair-nos de todo aquele cinzento; no Verão queremos 1 bocadinho de chuva para aliviar o calor.

segunda-feira, 30 de julho de 2007


Vento e chamas ameaçam casas em nisa

"Finalmente" começou-se a ouvir noticias sobre incêndios. Já alguém se perguntou a razão deste silêncio que até agora reinava? Apresento 4 hipóteses e vocês votam naquela que acharem mais lógica:
a) Os meios de combate aos incêndios finalmente funcionam;
b) Já não resta mais nada para queimar;
c) Na zona Norte, as zonas alvo de especulação imobiliária já foram arrasadas de árvores, e agora há que tratar do Sul;
d) A comunicação social encontra-se amordaçada pelo "nosso" querido PM.

terça-feira, 24 de julho de 2007

Vidas paralelas


Photographed by Mac

Quantos pensamentos não estarão nesse momento a serem formados no outro lado?
Quantos olhares da outra banda, não estarão focados nesta margem onde me encontro?
Quantos diálogos não estarão a serem proferidos?
Quantas vidas paralelas não existirão à minha?


segunda-feira, 16 de julho de 2007

Gajas

E aquelas gajas que vão para a discoteca fazer olhinhos aos meninos? Está um gajo na sua vida, a olhar o ambiente em redor, e lá vêm elas flirtar. 1 gajo pensa logo "fixe, já tenho a noite garantida". E elas lançam todos os sinais: contacto visual, mexem no cabelo, 1 carícia na mão como que casual...depois cortam-se com 1 pinta do caraças.
Fica ali 1 gajo todo babado, a salivar. Tanto blá-blá gasto para nada.


E aquelas outras que levar 1 gajo até ao altar (argh!!!!), e depois tem-se 1 filho. "Pois, agora achas que estou gorda", "Já não me ligas nenhuma", "A roupa não me serve", "Estou cansada, não me apetece"...E ainda por cima, parece que o filho torna-se o centro do mundo, e ignoram completamente 1 gajo. Com tanta melguice, o que é que se pode fazer? Começar a olhar para a carne alheia pois claro...

E ainda há aquelas outras que se juntam tipo bando de galinhas, a cortar na casaca de umas e outras, como se elas fossem a moral em pessoa...Ui, que cobras!! É de fugir!

Enfim, gajas...

PS: este texto foi escrito como se de um homem se tratasse, a divagar sobre as agruras do sexo feminino.

sexta-feira, 13 de julho de 2007

Gajos

A Gala publicou um post interessantíssimo sobre "Homens" e sobre a tendência destes, mesmos tendo 1 relação andarem por aí a distribuirem charme (que muitas vezes não têm) e a flirtar. Sempre me interroguei porque será esta mania, e só me ocorre não terem respeito pela relação que têm. Se as coisas estão mal, se já não há amor, porque não se separam? Porquê continuaram com uma relação de fachada e fazerem mal à pessoa que está com eles?
Os homens têm a mania de dizer que são mais racionais que as mulheres, mas no que toca a estes asuntos, a cabeça de baixo leva a melhor.


A minha cadelita está com o cio, e os machos andam de volta dela que nem moscas. Ela rosna-lhes, ameaça morder, mas eles não desistem. Há um cão da vizinhança que não bebeu, não comeu, à espera dela debaixo da nossa janela. Será que as hormonas dos homens são assim tão diferentes?

quarta-feira, 11 de julho de 2007

Holidays

E eis-me regressada de férias (oh, oh...). Foi para aqui que eu fui: Alvor.
É uma vila entregue aos ingleses, como qualquer localidade do Algarve, mas é 1 vila piscatória interessante, simpática e calma.



Há um passeio bastante agradável e interessante de se fazer. É ao longo da ria e um percurso de 3 km. É um espectáculo irmos de manhã e ouvirmos os passarinhos a cantar, e vermos uma paisagem calma e tranquila.




© MAC -

segunda-feira, 25 de junho de 2007

Funky Town


O carro seguia a uma velocidade vertiginosa pelas ruas da cidade, as luzes sucedendo-se num caleidoscópio de cores, as colunas a debitarem o som disco de "Funky Town".
Tinha saído para caçar, pronta para comer uma carne tenrinha...o seu corpo gritava por sexo; queria cometer mil e uma loucuras.
Loucuras não, que na cama tudo é permitido.
Imaginava-se rodeada de homens e mulheres, prontos para lhe dar prazer, satisfeitos pelo privilégio de a poderem foder, numa orgia de corpos suados.
Já se sentia molhada, só de pensar nas imagens que lhe estavam a passar na retina.
Será que a cidade estava pronta para a receber?


PS: vou de férias aproximadamente 1 semana. Até ao meu regresso, 1 abraço.

quarta-feira, 20 de junho de 2007

(In)Segurança

Estamos sempre preocupados com a segurança: airbags, portas blindadas, fechos de segurança, detector de intrusos, detector de fumos, alarmes, pins, passwords. Antivirus, firewall, antispam, spyware. Seguros de vida, PPR's, seguros de saúde.
Tudo na tentativa de proteger os nossos e a nós próprios. Mas muitas vezes o inimigo, a insegurança, habita dentro de nós mesmos.

sexta-feira, 15 de junho de 2007

21%?

Estou chateada!! Fui ontem buscar 1 transmissão nova para o meu Suzuki (pronto, confesso...tenho a mania de "visitar" todos os buracos na estrada. Lol). Depois ao ver a factura, reparei que o IVA é de 21%.
21%? Esta é a taxa para produtos de luxo! Se ainda fosse 1 ar condicionado, ainda percebia. Agora, sem transmissão o carro sujeita-se a empanar, logo é algo necessário, mesmo imprescendível, para o carro andar. Logo devia ser 5%.
Estou chateada, claro que estou chateada!! (por acaso nem estou, mas tem de se escrever algo, lol)
Enfim, desabafos....Deixem ver se deixo de "visitar" os buraquitos. O que deve ser difícil, que as nossas estradas é o que se sabe.

segunda-feira, 11 de junho de 2007

Mizarela

Fui passear até à Frecha da Mizarela (Serra da Freita, perto de Arouca). Já tinha tentado lá ir algumas vezes, mas perco-me sempre (no campo não há placas indicadoras pelo caminho). Mas desta vez fui munida do meu GPS...EH, EH, EH!
Claro que aprendi à minha custa que o caminho mais curto nem sempre é o mais rápido, e então lá fui por estradas de curvas e contra curvas. Mas lá cheguei à quietude da Serra e à Frecha da Mizarela, que consiste numa queda de água com mais de 60 mts de altura.
O verde, a calma e os barulhos do campo imperavam...Pela Serra há muitas aldeiazinhas de xisto, com os velhotes à porta, e as vacas a andarem pelas ruas.
Um local a visitar com mais calma...



© MAC -

terça-feira, 5 de junho de 2007

Like a virgin

© MAC -
Estava hoje a passear na Rua de Santa Catarina, quando me deparo com esta frase carimbada na parede. Achei piada e tirei uma foto, mas ainda estou a matutar no sentido da frase.
Aceitam-se sugestões...

segunda-feira, 28 de maio de 2007

Manias


Com esta mania das magrezas,
qualquer dia até o bonequinho da Michelin tem de fazer dieta...

quarta-feira, 23 de maio de 2007

11ºMandamento:
Não invocarás o santo nome de Sócrates em vão.

Artigo 37.º da Constituição da República Portuguesa:
(Liberdade de expressão e informação)
1. Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio, bem como o direito de informar, de se informar e de ser informados, sem impedimentos nem discriminações.
2. O exercício destes direitos não pode ser impedido ou limitado por qualquer tipo ou forma de censura.

quinta-feira, 17 de maio de 2007

"Nanosegundo:

O tempo que leva

para o condutor que está atrás de nós

apitar quando o sinal passa a verde."

domingo, 13 de maio de 2007

Liberdade para os blogs!

Até que ponto a escrita é livre num blog? Afinal, estamos presos a um determinado estilo, e se o mudarmos, toda a gente estranha.
Já para não falar que praticamente toda a gente parte do princípio que os posts são autobiográficos. Se fazemos 1 post depressivo, lá vem o pessoal dizer: estás em baixo, que visão tão negra da vida, etc. Se fazemos 1 post erótico, és uma tola, etc. E por aí fora...
Quase toda a gente pensa que aquilo a que nos referimos na escrita, diz respeito a nós próprios. E por isso algumas vezes o bloger "corta-se" a publicar alguns posts, e com medo da opinião dos outros. Estamos sempre debaixo da lupa de alguém não é?

terça-feira, 8 de maio de 2007

Pachorra

Por vezes deseja-se encontrar a nossa cara metade, e parece que os deuses não nos ajudam. Mais parece Sisifo a rolar eternamente a pedra pela montanha. Mas não será por falta de pachorra?
Conforme a idade vai aumentando, vamos aumentando o nosso nível de exigências e também vai faltando paciência para certas e determinadas coisas. Coisas que até passariam despercebidas quando estaríamos na casa dos 20 anos, ou até pensaríamos "Ele vai mudar", na casa dos 30 e qualquer coisa assume uma grande proporção. Falta-nos aquela dose de pachorra para aturar certas mesquinhices, e depois também não apetece dar o braço a torcer. Já aturámos tanto em tantas relações, já crescemos emocionalmente, já conquistámos o nosso espaço e depois o resultado é que não apetece fazer cedências, dar a nossa independência assim, sem mais nem menos...

quarta-feira, 2 de maio de 2007

Desculpem lá qualquer coisinha...

...mas recebi este mail, que considero absolutamente fantástico (quem não tiver sentido de humor e for susceptível, é melhor voltar para a semana). Está em espanhol, mas acho que dá para perceber:

"Razones por las que me fiaría antes de un gay o una lesbiana para cuidar a mishijos que de un católico practicante.

1)En la entrada de las asociaciones de gays y lesbianas no hay un cadavercrucificado expuesto al público como recuerdo.

2)Los domingos, los gays y las lesbianas no ofrecen pedazos simbólicos de esecadáver para que sus seguidores se lo coman.

3)Los representantes de gays y las lesbianas que defienden las familias, formanfamilias. Los represetantes de los católicos no sólo no forman familias sinoque ni siquiera tienen relaciones sexuales (o al menos no hacen alarde deellas)

4)En una pareja homosexual no existe la posibilidad del "hijo por accidente", ose quiere y se tiene o no se quiere y no se tiene. Una pareja católica sepuede encontrar hijos no deseados y "obligarse a querer" y si tiene muchos"repartir el cariño".

5)Los gays y las lesbianas tienen una tradicion mucho más antigua, porquesiempre ha habido. La iglesia católica es un invento relativamente moderno.

6)La iglesia dice que la homossexualidade és contra natura. En la naturaleza ayhomossexualidade lo que no se impone és el celibato, luego contra natura ésser celibatário."

quinta-feira, 26 de abril de 2007

Sapatos

Esta coisa de comprar sapatos é uma chatice do caraças...
Uma pessoa entra na sapataria, e é uma verdadeira aventura. Parece a demanda do Santo Graal. Ou porque os sapatos são bicudos; ou porque são abertos e como as noites ainda são frescotas, lá se apanha frio nas patas; ou porque são todos tapados e depois tem-se calor nos pés; ou porque apertam; ou porque os pés ficam a nadar; ou porque deixam entrar água...Uf!!
Pergunto-me como fez a Ciderela, com os seus sapatos de cristal. Para já, não deviam ser nada maleáveis, e ainda por cima teve de dançar em cima daquela coisa...E resta saber se o principe valia a pena todo o trabalho que a fada madrinha teve.
Pois é Cindy, mais valia teres ido de sapatilhas...


quarta-feira, 18 de abril de 2007

Vende-se...

...país à beira mar plantado, sendo um óptimo oásis, pois apesar de estar integrado na União Europeia, e de se declarar um país moderno, o seu povo é ignorante, não levanta ondas e é acredita em tudo aquilo que se diz. Pode tratá-los abaixo que cão, que continuarão sempre que nem ovelhas mansas.
Fuja aos impostos, corrompa árbitros e dê dinheiro por debaixo da mesa aos autarcas...Não se preocupe, nada lhe acontecerá. Até se pode meter com meninos...
E se algum dia almejar chegar a algum lugar na governação deste país e tiver vergonha de não ter habilitações, não se inquiete. Aqui, é possível comprar 1 canudo...

sexta-feira, 13 de abril de 2007

Fica comigo esta noite


Ele esperava ansioso por aquele momento ao fim do dia...a troca de mensagens, a excitação, as pulsações, tudo num crescendo...Quando chegava por fim ao pé dela, as roupas eram despidas num ápice e atiradas para um qualquer canto, os lábios procuravam-se desesperadamente, as mãos tocavam todo o corpo com sofreguidão e a loucura reinava naquele quarto. Só se ouviam as respirações aceleradas e os gemidos que entrecortavam o ar...

Depois da loucura do primeiro êxtase, vinha a calma e languidez a acompanhar o segundo êxtase, e assim ficavam a gozar aquela volúpia.

Ele, invariavelmente, tentava ficar por lá, e passar a noite com ela, a beijar aqueles lábios ternos, abraçar aquele corpo que ele tanto queria, amá-la e adormecer junto dela, mas ela, também invariavelmente, expulsava-o, ordenando-lhe que se vestisse e que se fosse.

"Cruel", pensava ele; "Não me quero apaixonar por ti", pensava ela. Julgava ela que, fugindo à intimidade, pudesse evitar sentir algo mais por aquele homem. Mas a verdade é que estava cada vez mais enleada naqueles negros olhos, que parecia que a liam por dentro e lhe queimavam a alma e as suas defesas...

Até que num fim de dia, tendo apenas a lua, as estrelas e as trevas como testemunhas, quando já estavam aninhados nos braços um do outro, ela murmurou-lhe ao ouvido "Fica comigo esta noite..."


sexta-feira, 6 de abril de 2007

Casa do Alentejo

Quem passeia na Rua das Portas de Sto. Antão, em Lisboa, e passa pela porta cujo número é o 58, não imagina o que se esconde por trás daquela porta, aparentemente igual a tantas outras e sem qualquer atractivo de especial. É a Casa do Alentejo, que foi edificado para confratenização dos muitos Alentejanos que imigraram para a grande cidade em busca de melhores condições de vida. Hoje em dia, pode-se assistir a tertúlias, cantares, e concertos de piano, principalmente ao Domingo. E quem se pode esquecer do restaurante? O bom vinho alentejano, a boa comida (principalmente as migas com carne. Humm...), as doces sobremesas. E que sobremesas!! O pão de rala, a sericaia... Tudo para aumentar as calorias, mas vale a pena. Recomenda-se vivamente uma visita à Casa do Alentejo.

E a propósito da palavra "Centro" no Palavra puxa Palavra, deixo-vos aqui algumas fotos da Casa do Alentejo, em Lisboa (vejam lá se não vale a pena a visita).



































Photographed by Mac

segunda-feira, 2 de abril de 2007

Rótulos

Segundo o Diário de Notícias de hoje, a formação dos pais é decisiva no sucesso escolar dos filhos, sendo que "um estudante oriundo de uma família com um nível cultural elevado tem dez vezes mais oportunidades de chegar ao ensino superior do que os que não têm essa mais-valia. E, entre os que entram, os antecedentes culturais e económicos - dois factores quase sempre interligados - pesam decisivamente no tipo de curso que se consegue alcançar."

Detesto estes esteriótipos. É como se nos pusessem um código de barras, e dissessem: esta é a tua finalidade, à qual não podes escapar. O que dizer então de pessoal da minha geração (tenho 33 anos), cuja maioria dos pais só tinha a 4ªclasse? Só a partir da década de 90, é que a maioria dos pais, passaram eles próprios a ter 1 canudo nas mãos. E o nós, os que nasceram antes da década de 80? Sendo asim, a conclusão lógica seria que os nossos canudos foram comprados na Univ. Independente, uma vez que os nossos papás eram quase uns iletrados.
Detesto rótulos...

terça-feira, 27 de março de 2007

Improviso

Photographed by Mac

As escadas de madeira iam dar a uma cave pequena, dominada pelo fumo das longas cigarrilhas. No palco, estavam lá todos: o sax, o piano, o contrabaixo...os músicos, cumplices, iniciavam uma louca jam session, arrancando acordes improvisados aos instrumentos, que rodopiavam nas suas mãos e faziam rodopiar a plateia. Até os gatos saltavam pela escada na ânsia de se juntar àquela loucura...

Este é o meu Improviso. Para ver mais Improvisos ir a Palavra Puxa Palavra.

quinta-feira, 22 de março de 2007

Pântano Primaveril


A Primavera já chegou...É o momento do ano em que a noite e o dia têm igual duração.
Segundo a cultura Celta, este seria o tempo para Rituais de fertilidade, ocasião na qual a vida se renovaria, sendo tido como um momento de união e amor entre a Deusa (Lua) e o Deus (Sol), pois é um período de igualdade e equilíbrio entre as forças da Natureza, e isso indica também que é o momento ideal para fortalecer a energia de complementaridade entre homem e mulher.

Na Primavera de 2007, assistimos a um pântano político cada vez mais putrefacto: não se distingue a direito da esquerda, misturando-se ideologias ao gosto de cada um; o triste espectáculo de Domingo vem demonstrar que a sede de poder de uns e outros, colocando-se acima de qualquer moral ou qualquer desejo de renovação política. O que vale é que o povo é de memória curta e daqui a uns meses tudo será esquecido, voltando o Paulinho (sim, que ele vai levar a dele avante) a ter a popularidade que sempre teve.

Quanto à complementariedade entre homem e mulher, é triste ver que, tantos anos volvidos da luta das mulheres pelo seu lugar na sociedade, há hoje, um programa de televisão que faz das mulheres um bando de cabeças ocas, ouvindo da sua própria boca que é praticamente impossível aliar beleza e inteligência...E mais triste ainda é ver uma pessoa como a Clara Pinto Correia a compactuar com este tipo de programa. Muito sinceramente, esperava mais desta senhora...
Isto é a prova mais que provada, que o dia 8 de Março, é apenas mais um dia no calendário...

sexta-feira, 16 de março de 2007

Entardecer


© MAC -

A tarde estava a chegar ao fim...entrei naquele local pequeno e acolhedor, com as paredes pintadas a castanho e creme, a fazer lembrar barras de chocolate.

Nas prateleiras, chávenas e bules de chá, de todas as cores e feitios.

Nas mesas, o fondue de chocolate, os scones e o doce cheiro das infusões que se desprendem das chícaras.

Nas cadeiras, idosas senhoras, amigas de há longos anos, a beberem esse doce néctar; grupos de jovens a regalarem-se com o doce fruto do cacau; alguém a ler um livro junto da janela.

Lá fora, o Entardecer baixa os seus braços sobre a terra, pintando-a com toda a sua paleta de cores.


Este é o meu Entardecer. Para ver mais entardeceres ir a Palavra Puxa Palavra

domingo, 4 de março de 2007

Saturno







Fotos retiradas de http://www.nasa.gov
Na semana passada, a sonda Cassini tirou estas fotografias, nunca antes capturadas de Saturno e dos seus anéis. É nestas alturas que apetece repetir um dos sonhos de miúda, "Quando for grande quero ser astronauta".

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2007

Visões Nocturnas





Photographed by Mac
Estas fotos foram tiradas dos jardins do Solar do Vinho do Porto. Um local a visitar, para ter uma conversa aprasível, ler um bom livro, ter um momento calmo e beber um Cockburn's Special Reserve.

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2007

Porto

Foi-me pedido pela que fizesse um post sobre o Porto. Em primeiro lugar, eu não sou natural do Porto, sou do Bombarral (perto de Caldas da Rainha), portanto tudo o que aqui for dito não é bairrismo nortenho. Quando há 12 anos cheguei a esta cidade, detestei-a. Afinal estava habituada às grandes ruas de Lisboa, ao aspecto límpido dessa cidade, e ao sol do Sul. Encontrava-me numa cidade com ruas estreitas, onde por vezes o sol não penetra, e de aspecto lúgubre, com prostitutas em cada esquina, que não tinham vergonha de se mostrar.
Passados alguns meses passei a amar esta cidade. Porquê? Não sei dizê-lo...Eu gosto de fazer a seguinte comparação: Lisboa é uma daquelas pessoas muito bonitas que se cruzam connosco e que nós ficamos siderados, mas depois conhece-se um pouco melhor, e vemos que nada tem para oferecer, sendo até fútil. O Porto é daquelas pessoas que te causa indiferença, chegando a tocar as raias da antipatia, mas depois dás uma chance e vês que é uma pessoa maravilhosa.
Acho que foi isso que aconteceu...dei uma chance, e descobri coisas que me encantam, para não falar de que a indiferença e a frieza que caracterizam uma cidade cosmopolita ainda não chegaram aqui. Pode-se ir no autocarro e de repente entabular conversa com alguém, podes cair no passeio e perguntam-te se precisas de ajuda.
Uma aldeia em ponto grande? Sim, é. Uma pronúncia que às vezes consegue irritar? Sim, também. Mas sempre que passo a Ponte da Arrábida e vejo aquela paisagem, sinto-me bem, sinto que ainda tenho muito para conhecer desta cidade. Como diria o Rui Veloso,"E é sempre a primeira vez em cada regresso a casa".

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2007

Origem dos Orgasmos

Photographed by Mac


Esta história dos orgasmos protagonizada pela Gala, pelo Tacitus e pelo Pedro Alex, fez-me lembrar uma outra história acerca da origem dos ditos cujos, e que reza assim:

Nos princípios dos tempos, aquando da criação do homem e da mulher, Deus resolveu presenteá-los com algo. E então disse: "Tenho aqui 2 presentes para vocês. O primeiro deles é um apêndice que serve para urinar de pé."
O homem, impulsivo como sempre, e adorador de gadgets como ainda é, disse "Eu quero esse!!", e agarrando no dito apêndice, começou a urinar em tudo o que era árvore, a fim de experimentar o material, enquanto a mulher olhava impávida e serena para tudo aquilo.
Deus sorriu tranquilamente para a mulher e disse: "Tu ficas com o segundo presente: orgasmos múltiplos."

terça-feira, 13 de fevereiro de 2007

Fui a enterrar uma manhã


Passei noites a chorar, mas tu não enxugaste as minhas lágrimas
Passei dias carente, mas tu não me acarinhaste
Precisei de apoio, mas tu não me deste a mão
Fechei a porta do meu coração de mansinho,
Mas tu não me viste
Fui a enterrar uma manhã,
Estavas lá...a chorar!

terça-feira, 6 de fevereiro de 2007

Licença Parental

Sou cada vez mais defensora da ideia de que, antes de alguém ter um filho, deveria solicitar uma licença, sendo esta renovável todos os anos.

É incrivel ver a irresponsabilidade de certos pais, pondo todos os dias em risco a vida dos seus filhos, nomeadamente quanto ao uso do cinto de segurança. A quantidade enorme de miudos que alegremente vão no banco traseiro (quando vão), sem terem o cinto posto. E os papás nem sequer pensam que a maior parte dos acidentes com miudos dá-se em distâncias curtas...

Enfim...depois os defensores do Sim é que são os assassinos...





quarta-feira, 31 de janeiro de 2007

STOMP


Domingo fui ver os STOMP no casino de Lisboa. Viu-os há uns anos atrás, e tenho a dizer que estão muito melhores. Dão mais ênfase à comédia, havendo mesmo um bobo da corte, e há uma maior interacção com o público.
Fiquei admirada pelo público lisboeta ter interagido daquela maneira (é que eles são mais tímidos que os tripeiros).
Um espectáculo a não perder.
Ainda vão estar em Lisboa até dia 25Fev e no Porto de 28Fev a 04Mar. Para comprar os bilhetes, ir aqui: http://www.ticketline.pt/

* 1 nota negativa - o casino de Lisboa. Não tem nada a ver com o casino da Póvoa (este último tem mais glamour).
* 1 nota positiva - a casa das bifanas na Rua Portas de Sto. Antão.

sexta-feira, 26 de janeiro de 2007

Intoxicação

Dizem os cientistas que as feromonas são sustâncias químicas produzidas pelas glândulas sexuais de alguns animais, espécie humana incluída, para atrair um indivíduo de outro sexo.
Pergunta: e aquelas pessoas que passam a vida a apaixonar-se, com tantos químicos à solta, não correrão o risco de sofrerem algum dia de intoxicação química?

terça-feira, 23 de janeiro de 2007

Singles II


Aqui à tempos em "conversa" com o Tacitus, falava-se da dificuldade de conhecer pessoas interessantes. Será assim tão difícil?
Deixo aqui a opinião que deixei na altura: ao passearmos no shopping ou na rua, quantas pessoas estão sozinhas, isoladas no seu mundo, a comer ou a vaguear pelos corredores...Refugiamo-nos na Net, se calhar por ser mais fácil dar a cara no anonimato, por ser mais fácil conversar, com a consequência de estarmos cada vez mais fechados no nosso canto, fechados para o mundo à nossa volta.
Depois na nossa vida real não conseguimos interagir com essas pessoas, que sozinhas, cruzam o nosso caminho.
Vamos perdendo a nossa capacidade de comunicar, perdendo a capacidade de dizer Olá...

terça-feira, 16 de janeiro de 2007

Singles I

Os solteiros, e descomprometidos, há alguns anos que andam a ser discriminados . Senão vejam:
Quando olho em volta, vejo os amigo/as e colegas a casarem-se e a terem filhos. Então lá vem o jantar de despedida de solteira, os "Parabéns. Sei que te vais casar", depois o casamento e uma lembrança.
Lá se lembram depois de terem filhos; mais uma lembrança, e mais pancadinhas nas costas, e fora os postais que por aí existem com felicitações pelo casamento e pela chegada da cegonha...

E eu que sou solteira? O que recebo? Nada...nem uma mera felicitaçãozita por este meu estado de alma. Quando recebo pancadinhas nas costas ou um postal a felicitar-me por ser solteira?
Já para nem falar que até no supermercado sou prejudicada: ele é latas de grão tamanho familiar, é frascos de polpa de tomate enormes que dá-me para resmas de meses...enfim.
Vamo-nos juntar todos e convocar um referendo para proclamar um Dia do Solteiro!

terça-feira, 9 de janeiro de 2007

Aura







Fotografias Kirlian

O negro caminho, mais negro do que o Poço de Poe
Ladeado pelas três Fúrias, implacáveis no seu labor,
Apenas trespassado por uma ínfima luz,
Da aura de algo que brilha lá longe
No horizonte longíquo.

quarta-feira, 3 de janeiro de 2007

2007



Querem-nos mesmo pôr a todos de olhos em bico. É ver por aí os outdoors da Swatch, a incentivar a comemoração do Ano do Porco.
Os chinas andam mesmo a invadir tudo....
Mas o que é isso do Ano do Porco?
Segundo uma antiga lenda chinesa, Buda convidou todos os animais da criação para uma festa de Ano Novo, prometendo uma surpresa a cada um dos presentes. Apenas 12 animais compareceram e ganharam um ano de acordo com a ordem de chegada: o Rato; O Boi ou Búfalo; o Togre; O Coelho; o Dragão; a Cobra ou Serpente; o Cavalo; a Cabra ; o Galo; o Macaco; o Cão; o Porco. O Cavalo de Fogo rege a cada 60 anos. Segundo o horóscopo chinês, em 18 de Fevereiro de 2007 tem início o ano do Porco.

E pelos vistos há o favorecimento dos valores ligados à família e ao lar, a expansão, o prazer, o movimento e a generosidade. Será um período de mudanças no poder e favorecimento a grande ajuda aos necessitados.

À parte a chinesomania, 2007 vai ser um ano fértil em eventos para comemorar; vai-se assinalar os 200 anos da 1ª invasão francesa, de Junot, os 100 anos da criação dos escuteiros, os 50 do Tratado de Roma que criou a CEE e do aparecimento da televisão em Portugal, ou ainda os 50 anos do Sputnik e da criação da pina colada.

Assinala-se ainda os 500 anos da colonização portuguesa em Moçambique, os 250 anos dos motins dos vinhateiros do Alto Douro contra Pombal ou os 700 anos da 1ª sexta-feira 13, quando a 13 de Outubro de 1307 foram presos e depois extintos os Templários; os 300 anos da união entre Escócia e Inglaterra, os 60 da independência da India.

This used to be my playground