Avançar para o conteúdo principal

Aura







Fotografias Kirlian

O negro caminho, mais negro do que o Poço de Poe
Ladeado pelas três Fúrias, implacáveis no seu labor,
Apenas trespassado por uma ínfima luz,
Da aura de algo que brilha lá longe
No horizonte longíquo.

Comentários

  1. Muito bonito! Trabalho teu?
    Gostei. **

    ResponderEliminar
  2. Boa noite

    Antes de mais a permissão para aqui entrar e me dirigir a si que teve a generosidade de nos visitar e partilhar connosco um pouco da sua luz tão bonita como a que nos extasia nestas fotos que nos oferece ao olhar.
    Vimos agradecer o contributo que entendeu oferecer-nos e estamos certos que a conversa por ele ficou enriquecida e ganham todos aqueles que entendam partilhar a leitura e porque não a palavra naquilo que se fala à sombra das oliveiras da nossa praça humilde, mas livre. Deliciou-nos que nos tenha descoberto e lhe assistisse a vontade de dizer para nós e manifestamos o nosso mais profundo desejo para que volte muitas e muitas mais vezes para que tenhamos o presente do encanto da sua presença e a inteligência de um pensamento livre e pessoal. Ficamos tocados por isso e alegrar-nos-emos sempre que a possamos ter entre nós.
    Não quero ser intruso nem maçador, mas não posso deixar de lhe dar os parabéns por este seu sítio tão cativante quanto cheio de interesse. O meu desejo será o de voltar aqui se assim me for concedida a graça.
    Resta-me desejar-lhe um novo ano cheio de paz e saúde, para si e todos os que lhe são queridos.

    Luís F. de A. Gomes

    ResponderEliminar
  3. E com essa luz, algo ficou no meu olhar...para recordar.

    ResponderEliminar
  4. Não, não é trabalho meu. São fotos retiradas da net.
    "Atirei o Pau ao Gato", volte sempre que quiser. As portas desta humilde casa estão sempre abertas a quem as quiser transpor.

    ResponderEliminar
  5. Olá Mac:)
    Comentar não é fácil. Obviamente que não vou entrar naquelas conversas de agradecer e retribuir visitas,coisa nhek. Vou ler-te do princípio curioso em descobrir se o negro e a aura serão uma constante ou um momento.
    Depois voltarei muito mais «senhor de mim»:))

    ResponderEliminar
  6. A Aura é algo que ainda levanta muitas questões. Mas a sua beleza intrinseca é deliciosa. Bom fim-de-semana e aquele abraço ;)

    ResponderEliminar
  7. Boas Mac,

    Tiraram-me uma vez uma fotografia à aura, imagina, quando estive no outro lado do Oceano (numa Feira de esoterismo). Achei muita piada, tanta, que já nem sei onde pára a fotografia... Também incluíam umas cores à volta da minha cabeça, cujo significado se perde nas caves da minha memória.
    Mas, admiro quem consegue tirar este tipo de fotografias :-)

    Inté,

    ResponderEliminar
  8. Minha muito querida amiga!!!!!!
    Estou a por "isto" dos bloggs em dia...e guardei-te para ultimo(a).
    Por motivos egoistas!!!
    Quis passar aqui com tempo que me mereces e ficar um pouco mais por teu canto!
    è sempre um prazer e sinceramente um privilégio contar com a tua companhia!
    Penso que já o sabes! Mas ás vezes sabe sempre bem "ouvi-lo"!
    Se tivesse que escolher 5 bloggers que me merecem todo o carinho e afecto posso te garantir que serias primeira escolha!
    Engraçado, quando damos por nós a pensar nisto...
    O quanto de ti conheço sem te conhecer... o bem que me sinto com a tua amizade sem contudo termos trocado uma palavra...um olhar....
    Fascinante!
    Agora, um pouquinho tarde..., desejo-te um ano de 2007 pleno!!!
    Que continues a ser Tu mesmo e que te realizes no maximo que puderes!
    Brindo contigo a isso!!!!
    E quero continuar a ter esse prazer das tuas visitas que adoro retribuir!!
    Ando numa fase complicada da minha vida!
    Projectos de algum tempo que começo agora a realizar e a concretizar!!!!
    Pensei sinceramente fechar o blogg!
    Mas não consigo!
    Criei laços demasiado intensos com muitas pessoas... e faz me muito bem!!!!
    Ultimamente não tenho andado particularmente inspirado e a escrita sai-me dolorosa....
    Mas espero que sejka uma fase!
    Desejo mesmo que seja uma fase!
    Mas chega de falar de mim!
    brindemos então!!!!
    á NOSSA!!!!!

    mil beijos!!!
    Teu amigo

    Paulo

    ResponderEliminar
  9. Iniciou-se a contagem decrescente para o lançamento do livro «Que é o Amor?».

    Colaborei com um texto da minha autoria, dedicado a todos que de alguma forma marcaram a minha Vida em momentos inesquecíveis, mas também a alguém muito especial que nasceu dia 7 de Fevereiro e que, por não pertencer ao Mundo dos vivos, guardo com muito Amor, na minha memória (minha Mãe).

    É uma excelente oferta em qualquer altura, mas como se aproxima o Dia dos Namorados, será bom começarem a preparar as vossas encomendas quanto antes.

    Beijos e abraços.

    ResponderEliminar
  10. Saudações
    As fotos Kirlian são sempre muito belas! Parecem efeitos especiais.
    Abraços

    ResponderEliminar
  11. Anónimo17:45

    Boas bloguista, como vais? Entrei nest blog pela primeira vez, é muito interesante, entao estas fotos no ultimo post tão simplesmente fantásticas.
    Continua assim que vais bem.

    PS: Só uma coisa, nos teus links tens um blog mal escrito, chama-se scapegoat (bode expiatório) e não spacegoat (bode espacial) como tu escrevest, eu sei isto pq costumo "parar" por lá.

    Saudações

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

8

Conceito de fim...



Ontem abri aleatoriamente as páginas de um livro, tinha um leve cheiro do teu perfume. Estremeci, a tua memória preencheu-me.

Por momentos esqueci as minhas noites solitárias, tantas noite em que chorei até pensar que já não teria nada dentro de mim, em que todo o sentimento, toda a dor, toda a perda, foram derramadas sobre a almofada, essa almofada a que me agarro nessas noites que parecem não terminar, essa almofada que acalma os pesadelos que teimosamente insistem em visitar-me. Sinto-me oca, vazia, de tanto chorar...A gata, que ocupou o teu lugar na cama, acorda muitas vezes comigo a gritar o teu nome, acorda comigo empapada em suor. Coitada da bichana, mia baixinho junto do meu ouvido, numa tentativa de me reconfortar, o que até resulta, mas os pesadelos da tua ausência são uma visita constante.

Às vezes penso se estes pesadelos não serão a minha consciência a gritar de culpa. Cheguei a desejar a tua morte, sabias? Houve uma altura em que me fartei de correr para…

7

Era uma porta enferrujada. E ela entrou.

O autocarro partiu e a porta atrás dela se fechou.
Carregada de sacos onde cabiam os sonhos que o mundo apagou,
Só pensava em fugir de uma vida sacrificada, na rotina de vida em que tombou.
Saiu de casa com os seus sacos mal o dia madrugou,
Regressa a casa com os seus sacos já a noite se fechou,
Sempre com os seus sacos, mais um dia que acabou.
Carrega uma vida nas pernas que o mundo desengonçou,
As mãos grosseiras, a pele acabada, de tanta casa que limpou.
Quando chega a casa ainda vai cuidar da filha que gerou,
A sopa num ápice tragou,
Enquanto a filha o peito mamou,
Mas de tão cansada nem a própria casa arrumou.
Chega o marido, traste, bêbado, canalha, bate-lhe e ela nem notou,
Mais um dia que se passou.
Deitou-se dorida e sonhou,
Sonhou com uma porta enferrujada que sobre ela se fechou
Ali, com uma pedra com o seu nome ela se deparou
E ela finalmente descansou...