quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Onde estão os presépios?


No meu tempo não havia Pai Natal, havia o Menino Jesus...

No meu tempo as montras tinham presépios, alguns até bastante elaborados, havendo um concurso para o mais bonito...

No meu tempo, os miudos esperavam expectantes durante um ano inteiro para terem aquela prenda mais especial...

No meu tempo a tarde de Natal era passada a fazer filhoses, não a ver um filme na televisão...

Mas apesar de tudo isto, desejo a todos os que passem por aqui,


Um Feliz Natal cheio de paz e amor

13 comentários:

  1. ... pois é... outros tempos ... quiçá melhores ... por tanto saudade ... revelada ...

    ResponderEliminar
  2. Pois...
    mas ainda darei uma mãozita nas rabanadas :)
    retribuo os votos de feliz natal!
    beijinho!

    ResponderEliminar
  3. Ois Mac:)
    Há, por aí, uma sms gira que explica o desaparecimento do presépio:)
    Feliz Natal Mac!
    Bj

    ResponderEliminar
  4. E no meu tempo?
    Havia o carrinho de lata com arestas cortantes e pintado com tintas tóxicas, que trazia o Menino Jesus.
    Tudo cresceu e o menino Jesus também ...
    Eu só queria meia dúzia de fotocópias, do partido, (CDS), não as notas pessoais, porque qualquer pessoa tem direito ao anonimato, daquelas que eu ajudei a pagar, como aliás todos nós.
    É que sou muito curioso.

    Como não pode ser, desejo-lhe uma quadra, dentro daquilo que anseia, com saúde e junto de quem gosta.
    São os votos dum protozoário, um ser simples que preferia hibernar o mês de Dezembro.

    ResponderEliminar
  5. Eu vi assim uma coisa parecida em Santa Marias da Feira...

    BOM NATAL, para si também.

    ResponderEliminar
  6. paulo miranda01:38

    Feliz Natal e Prospero Ano de 2008. Quanto aos outros tempos, o que interessa é o que nós pensamos desta época festiva; para mim, serve mais que tudo para estar com a familia.

    ResponderEliminar
  7. ... que a vida vos sorria na sua plenitude em todos os dias; Que não se esgote a vossa fé nos Homens; Que a esperança vos anime a cada passo e vos alente em cada percalço; Que uma Luz maior vos alumie e aos vossos. Bom Natal, Boas Festas, Paz ...

    ResponderEliminar
  8. História Antiga

    Era uma vez, lá na Judeia, um rei.
    Feio bicho, de resto:
    Uma cara de burro sem cabresto
    E duas grandes tranças.
    A gente olhava, reparava e via
    Que naquela figura não havia
    Olhos de quem gosta de crianças.

    E, na verdade, assim acontecia.
    Porque um dia,
    O malvado,
    Só por ter o poder de quem é rei
    Por não ter coração,
    Sem mais nem menos,
    Mandou matar quantos eram pequenos
    Nas cidades e aldeias da nação.

    Mas, por acaso ou milagre, aconteceu
    Que, num burrinho pela areia fora,
    Fugiu
    Daquelas mãos de sangue um pequenito
    Que o vivo sol da vida acarinhou;
    E bastou
    Esse palmo de sonho
    Para encher este mundo de alegria;
    Para crescer, ser Deus;
    E meter no inferno o tal das tranças,
    Só porque ele não gostava de crianças.

    Miguel Torga


    Um Excelente Natal para ti e toda a família.

    ResponderEliminar
  9. Venho desejar-te um Feliz Natal com tudo o que de bom ambicionares.

    ResponderEliminar
  10. Querida Mac, Não podia deixar de vir aqui trazer te um beijo!
    Simplesmente não podia!
    Votos de um Natl verdadeiro e feliz!

    Teu amigo

    Paulo

    ResponderEliminar
  11. Anónimo17:18

    ola mac
    acho que o teu tempo tambem é o meu tempo. beijinho de natal para ti da leonoreta

    http://leonoretadelambreta.blogs.sapo.pt

    ResponderEliminar
  12. E já parece tanto tempo... que a foto tão bonita, esteticamente, me deu uma nostalgia, assim rockeira.
    Como se tanto estilo lhe tirasse o meu sentido de criança.
    Saudade simples:
    de burros burros, de musgo musgo, de palha palha.
    Abçs

    ResponderEliminar
  13. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar

This used to be my playground