terça-feira, 13 de fevereiro de 2007

Fui a enterrar uma manhã


Passei noites a chorar, mas tu não enxugaste as minhas lágrimas
Passei dias carente, mas tu não me acarinhaste
Precisei de apoio, mas tu não me deste a mão
Fechei a porta do meu coração de mansinho,
Mas tu não me viste
Fui a enterrar uma manhã,
Estavas lá...a chorar!

14 comentários:

  1. Quanta tristeza Mac... Deixo-te um sorriso para alegrar um pouco....

    Beijinho!

    ResponderEliminar
  2. Não é tristeza, nem sequer é 1 post auto biográfico...É só para falar um pouco da vida, mesmo que não seja a minha.

    ResponderEliminar
  3. Oi Mac,

    Realmente é um pouco pessimista,
    Corações ao alto, como alguém dizia...

    Beijos,

    ResponderEliminar
  4. Este par de esqueletos foi encontrado numa escavação arqueológica perto de Mantova, em Itália.
    Afinal quem disse que nascemos sozinhos e morremos sozinhos, estava enganado...é o amor :)

    beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Impressionante...até onde o amor consegue chegar. Bom resto de semana ;)

    ResponderEliminar
  6. A minha vertente romântica também me disse o mesmo que vós, mas o meu amor, com toda a sua racionalidade, deu uma opinião mais sensata: estavam com frio, abraçaram-se para conter o calor, e morreram.

    Este post serviu para celebrar o 14Fev, que não tem de ser celebrado com flores e coraçãozinhos...o amor celebra-se todos os dias. E infelizmente no amor também há o desencanto, e depois no fim, é que se vê o que se perdeu.

    ResponderEliminar
  7. Mac... sendo assim fico mais alegre!!! :D eheh

    Gala... essa informação, que eu não tinha, muda tudo na minha visão sobre este post!!! O amor pode ser eterno... :) E isso dá-me um alento maior!!

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  8. Por mais tristeza que este post possa transparecer também tem o seu Q de belo.
    Como dizes o amor também é feito de dor e desilusões. É um sentimento tão complexo e tão simples ao mesmo tempo.

    :) Gostei muito.
    Um beijo

    ResponderEliminar
  9. Uma forma um pouco extrema de chamar a atenção! :))
    Mas entendo, só quando perdemos damos valor ao que tínhamos. **

    ResponderEliminar
  10. /Vida de Vidro:

    "Não era fundamental
    Partilhar mais do que nós
    Quando te tive temi que me quisesses
    E quis-te muito forte quando partiste"

    É uma parte de uma letra dos Balla, pertence a uma das músicas do último álbum desta banda portuguesa!!

    ResponderEliminar
  11. Olá Mac!

    Adorei este texto e a foto que o ilustra...
    DE facto o Amor é um sentimento que tudo pode ser...e defini-lo será sempre inglório...!

    É no sentir que encontramos a sua definição...

    Até outra magia

    ResponderEliminar
  12. Até nos momentos de desencanto se deve celebrar o amor, quer dizer... como podemos "sofrer" o amor se não o tivessemos vivido antes?

    Kiss, até outro desinstante

    Gostei mui destas tuas palavras.

    ResponderEliminar
  13. Fantástico e tocante...adorei.

    ResponderEliminar
  14. Tinha lido sobre os esqueletos abraçados na morte mas não tinha visto imagens. Acho uma coisa boa, companhia amada e limitada. Abç

    ResponderEliminar

The summer is gone III