quinta-feira, 2 de abril de 2009

Porque será...

...que há pessoas que só nos consideram simpáticos ou porreiros quando começamos a dar informações sobre a nossa vida pessoal (e quantas mais, melhor), ou a ter conversas de cacha, daquelas conservas de deitar fora, e cujo conteúdo não interessam a ninguém?

7 comentários:

  1. Na minha ideia é porque uma grande maioria das pessoas é fútil. Cada vez se torna mais raro ter uma conversa sobre algo com conteúdo. E sinceramente, falar por falar... mais vale estar calado.

    ResponderEliminar
  2. porque são pessoas exactamente desse género
    :P

    ResponderEliminar
  3. Essas pessoas são familiares dos que têm de deitar a mão para saber se estamos vivos, ou chamar-nos à atenção ... que estão a falar ... Gosto muito ...
    Mas num país pequeno, sem grandes meios de divertimento livre, sim que uma discoteca, por muito pacata que seja, dum momento para outro, pode tornar-se num inferno, um restaurante, uma gasolineira, um café ...
    Talvez o enriquecimento pessoal de conhecimentos, se faça à custa de saberes sobre os outros.

    A vida é tão vol
    atil ...

    ResponderEliminar
  4. Mas essas "pessoas" não são Pessoas...são anormais, e a esses eu não ligo, pois a "determinadas coisas" só ligo se estiver muito, mas mesmo muito muito muito...distraido;)

    ResponderEliminar
  5. Tbm me sinto assim, são excessões pessoas que conseguem me prender à uma boa corversa, tdo torna-se futil, quando além de querer saber das nossas vidas , as pessoas querem mostrar algo de si que nunca serão. Gostei do blog.

    ResponderEliminar
  6. Realmente há certos tipos de pessoas assim. Como quando só pelo facto de andar com cara de chateado, ou mostrar-me descontente com algo que se passou, às vezes as pessoas dizem: andas sempre mal-disposto! Ou estás triste ou algo do género. Mas isso não quer dizer que seja antipático. Não gosto de dar confiança logo ali, mas depende às vezes conhecemos alguém q quando começamos a falar: não da nossa vida pessoal; dá a impressão que já nos conhecemos há já algum tempo. E quando isso acontece falo de tudo, menos da vida pessoal da pessoa, pois se houver empatia do outro lado, mais tarde ou mais cedo se saberá.

    ResponderEliminar
  7. Acho que se não houvessem pessoas dessas o mundo ia andar desiquilbrado e cheio de gente sofisticada e erudita a falar de coisas que mais ninguém percebe e muito magrinhos porque as conservas passariam a ser só daquelas de guardar.
    Bjs
    F

    ResponderEliminar

The summer is gone III