Avançar para o conteúdo principal

1Dec - Dia da Luta contra a SIDA


Chamem-lhe teoria da conspiração, mas a mim ninguém me tira da cabeça que este foi um vírus fabricado em laboratório, e um dos grandes interessados a Igreja Católica. Afinal os anos 60 e a sua libertação sexual, tinham acontecido à pouco, e tínhamos acabado de sair dos loucos anos 70 com o LSD, o disco, a "promiscuidade", os homossexuais. Era necessário tornar a disciplinar a sociedade, tornar a incutir-lhe o medo do bicho papão e o repúdio pelo sexo.

Demorou 500 anos para que o Papa pedisse perdão pela Inquisição. Talvez daqui a 500 anos peçam perdão pelas vidas ceifadas graças à sua filosofia contra o uso do preservativo.

Comentários

  1. Olha nunca tinha pensado nisso! Parece-me uma teoria bastante radical mas possivel. Eu não simpatizo muito com a igreja católica, regras sem fundamento e falsos pudores não combinam nada comigo. Sou católica mas porque isso me foi incutido desde pequena mas de resto... já nem sei se acredito em alguma coisa que seja do que essa religião nos quer fazer crer...

    ResponderEliminar
  2. Acredito que veio das mãos do Homem, mas não acompanho a tua teoria e não sou católico, quer dizer, fui criado como católico, mas quanto mais evoluí como pessoa mais me afastei...
    Algo se perdeu nos entretantos, algo fugiu de controlo!

    KiSs, até outro instante!

    ResponderEliminar
  3. Sinceramente, no que respeita à origem da sida, tudo parece possível. Mas prefiro não alinhar em teorias que não posso provar. Concordo contigo, no entanto, no que respeita à responsabilidade da Igreja em termos de (não) prevenção. É inadmissível que, nos dias de hoje, ainda não haja uma posição que defenda o uso de preservativo. **

    ResponderEliminar
  4. lol eu tou nessa. Acho tudo possível nesta vida.acho é ke a coisa fugiu de controlo.

    é um facto que milhares de vidas em africa servem de cobaias para os testes das vacinas contra a sida/tuberculose/hepatites...e desaparecem, mortas em prol de algo "superior" : a ciência... sem ke ninguém ( ou quase) lhe dê pela falta.
    Acredito ke o Homem é o pior animal ke exista ( e ke se auto-justifica pra fazer barbaridades ), logo acredito ke seja possível essa tua teoria.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Saudações Mac!
    Obrigao pelas visitas e pelos comentários. Quanto ao seu post, não posso afirmar que se trata de uma Conspiração, mas tratando-se da Igreja e seus contumazes erros, é de se pensar...
    forte Abraço, Amigo
    Paz e prosperidade

    ResponderEliminar
  6. Tenho a mesma opinião quanto à génese da Sida, foi inventada em laboratório. Quanto aos interesses por detrás da sua criação aí tenho uma teoria diferente, mas isso agora pouco conta. O melhor é mesmo contribuir para minimizá-la enquanto o lobbie dos cientistas se diverte a inventar poções mágicas. Bom tema e boa chamada de atenção. Boa semana e aquele abraço!

    ResponderEliminar
  7. O video é bastante interessante, mas que eu saiba ainda não foi descoberto nenhum laboratório secreto no Vaticano, vá lá, Mac!
    É mesmo uma teoria da conspiração

    ResponderEliminar
  8. Tenha sido ou não criada em laboratório, existe!
    E, nesta medida, o importante é encarar a questão de frente e, com ou sem permissão do Vaticano, protegermo-nos ... como e da maneira que o conseguirmos fazer!!!
    Esperemos que a Igreja deixe de tapar o Sol com a peneira ...

    Bjs de Mel

    Gostei de conhecer este Blog.

    ResponderEliminar
  9. Conspiração ou não, ela (A SIDA) existe e isso é que me preocupa. Mas não me parece que os Portugueses estejam muito preocupados...só acontece aos outros, dizem.

    ResponderEliminar
  10. Arqui, e quem te diz a ti que esta teoria não é possível? Até pode ser um pouco rebuscada, mas não temos de aceitar tudo o que nos impingem desde miudos. Temos neurónios para quê? Ou será que ainda acreditas no Pai Natal?

    Afinal duma instituição que causou a Inquisição, foi causadora de milhares de guerras, e diz um rol de mentiras com 2006 anos,duma instituição assim espera-se tudo.

    ResponderEliminar
  11. Precisamente por não acreditar no Pai Natal, não acredito nessas teorias. É preciso ter cuidado com as falácias dos neurónios... As pessoas andam a ler livros de conspirações/ficções a mais. A Inquisição faz parte do passado e não tem nada a ver com este assunto, nem com o séc. XXI.Agora a Igreja passou a ser o bode expiatório para tudo? Há sempre um em cada geração. Fico por aqui.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

8

Conceito de fim...



Ontem abri aleatoriamente as páginas de um livro, tinha um leve cheiro do teu perfume. Estremeci, a tua memória preencheu-me.

Por momentos esqueci as minhas noites solitárias, tantas noite em que chorei até pensar que já não teria nada dentro de mim, em que todo o sentimento, toda a dor, toda a perda, foram derramadas sobre a almofada, essa almofada a que me agarro nessas noites que parecem não terminar, essa almofada que acalma os pesadelos que teimosamente insistem em visitar-me. Sinto-me oca, vazia, de tanto chorar...A gata, que ocupou o teu lugar na cama, acorda muitas vezes comigo a gritar o teu nome, acorda comigo empapada em suor. Coitada da bichana, mia baixinho junto do meu ouvido, numa tentativa de me reconfortar, o que até resulta, mas os pesadelos da tua ausência são uma visita constante.

Às vezes penso se estes pesadelos não serão a minha consciência a gritar de culpa. Cheguei a desejar a tua morte, sabias? Houve uma altura em que me fartei de correr para…

7

Era uma porta enferrujada. E ela entrou.

O autocarro partiu e a porta atrás dela se fechou.
Carregada de sacos onde cabiam os sonhos que o mundo apagou,
Só pensava em fugir de uma vida sacrificada, na rotina de vida em que tombou.
Saiu de casa com os seus sacos mal o dia madrugou,
Regressa a casa com os seus sacos já a noite se fechou,
Sempre com os seus sacos, mais um dia que acabou.
Carrega uma vida nas pernas que o mundo desengonçou,
As mãos grosseiras, a pele acabada, de tanta casa que limpou.
Quando chega a casa ainda vai cuidar da filha que gerou,
A sopa num ápice tragou,
Enquanto a filha o peito mamou,
Mas de tão cansada nem a própria casa arrumou.
Chega o marido, traste, bêbado, canalha, bate-lhe e ela nem notou,
Mais um dia que se passou.
Deitou-se dorida e sonhou,
Sonhou com uma porta enferrujada que sobre ela se fechou
Ali, com uma pedra com o seu nome ela se deparou
E ela finalmente descansou...