sábado, 22 de novembro de 2008

Inverno

Saio do trabalho, está inverno lá fora. Enfio o gorro na cabeça e as luvas nas mãos, pronta para enfrentar o frio cortante que se faz sentir. Percorro a infinitude das ruas, desertas e mergulhadas no silêncio da noite. Passo ao longo das arcadas que albergam os vários ministérios, e olho com comiseração para alguns sem-abrigo que ali procuram o seu refúgio...Tão perto do poder, e eles ali, tão pobres, tão despidos, sugados pela aleivosia do mundo...
Continuo o meu caminho, abanando a cabeça, procurando esquecer aquela visão de despojamento. Desvio o olhar para os beirais dos telhados e observo os sincelos...Tão belos...Parecem lágrimas deixadas pelos anjos...Sorrio...O misticismo associado a esta época dá-me para estas coisas...Só é pena o Pai Natal, ou o Menino Jesus, não se lembrar dos sem abrigo que ficaram lá atrás...Enfim...
.
Estugo o passo, mal posso esperar para chegar a casa, o meu refúgio, o meu eremitério...Só penso no meu serão: leitinho quentinho, uma torrada feita em pão caseiro, e depois enrolar-me naquela manta quentinha urdida pela minha mãe...Ah! É mesmo um unguento para a alma...É uma preciosidade nos dias de hoje: o tempo, estes mimos para a alma, ou mesmo uma casa ou até uma mantinha...


Texto publicado no 8ºJogo das Palavras no Eremitério

8 comentários:

  1. Para já Vivaldi, o que é muito bom.
    O blog, em si, revela alguém de uma grande sensibilidade.
    Depois o facto de ser escolhido e constar duma lista onde estão os melhores.
    Fiquei cliente.

    ResponderEliminar
  2. Gostei imenso deste texto! É da tua autoria? É mesmo muito bonito.

    ResponderEliminar
  3. Belo texto. Gostei do do leitinho e do pão caseiro com a mantinha urdida pela mãe. Deliciosa sensação de aconchego.
    Abraço

    ResponderEliminar
  4. ...bonito, simples e reconfortante.

    ResponderEliminar
  5. Palavras vivas que nos levam a sentir o conforto da casa por contraponto ao frio físico e psicológico das ruas. Belo texto.
    Beijinho (foi bom conhecer-te.) **

    ResponderEliminar
  6. Tens mesmo razão!
    Como é bom estar no quentinho!

    Gostei de te conhecer :)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  7. Menina MAC, sabe a menina que a sua escrita é madura, corrida, harmoniosa, fresca, cristalina, muito bem urdida?
    Pois é isso que eu acho:))
    (foi bom atribuir-te um rosto, sorridente e caloroso...)

    ResponderEliminar
  8. Gostei imenso. Simples e de uma beleza estonteante!

    ResponderEliminar

The summer is gone III